Iguana Marinho | Centro Veterinário do Anil

Iguana Marinho

O arquipélago de Galápagos é a única região do planeta que possui esse réptil marinho. O iguana marinho (Amblyrhynchus cristatus) vive boa parte do tempo dentro da água procurando algas marinhas usadas na alimentação. Para encontrar essas algas, ele mergulha abaixo da linha da maré em até 40 metros de profundidade e permanece submerso até 60 minutos sem respirar. É um réptil que pode chegar a 1,75 metro de comprimento, no caso macho. Como todo réptil, o iguana é também um animal pecilotérmico. Para evitar uma queda acentuada de sua temperatura, antes de mergulhar, ele passa por um aquecimento ao sol, elevando a temperatura para próximo dos 36 graus centígrados. Sempre que a temperatura cai abaixo de 18°C, ele sobe os rochedos para se aquecer, ali permanece durante horas, quase sempre em grupos.

Embora o aquecimento seja importante à sua sobrevivência, a temperatura não deve ultrapassar 43°C para que ele não corra risco de vida. Durante o mergulho, a frequência cardíaca diminui drasticamente em função da queda da temperatura, atingindo 3 ou 5 batidas por minuto. Com uma frequência cardíaca tão baixa, pouco sangue vai à pela para realizar a troca de calor. Diminuindo a temperatura, cai também o metabolismo, e assim o animal pode ficar mais tempo até uma hora sem respirar dentro da água. Enquanto permanece na água, a temperatura se aproxima de zero grau centígrado.
Nessas condições o iguana consegue economizar oxigênio e energia enquanto permanece submerso, em compensação, torna-se mais lento. Se a água do mar estiver numa temperatura mais baixa que a temperatura do corpo do iguana, ele precisa de um bom aquecimento antes de entrar na água, uma vez que vai transferir calor do corpo para a água. É bom lembrar que a água rouba calor 25 vezes mais que o ar.
O iguana possui uma glândula dessalinizadora, localizada entre os olhos, responsável pela eliminação do excesso de sal presente na corrente sanguínea. Os cristais de sal também são eliminados por espirros, cada vez que ese sal atinge as vias nasais.
O iguana tem uma expectativa de vida ao redor de 30 anos

 

Hábito alimentar

O iguana marinho é onívoro, ou seja, alimenta-se de vegetais e animais. No seu cardápio estão os filhotes de leão marinho, caranguejos e algas marinhas.

 

 

Reprodução

Na fase de reprodução o macho constrói um harém com um grande número de fêmeas. A construção do Harém é feita com muita luta e sacrifício. É um animal ovíparo que coloca seus ovos na areia da praia, em número de 2 a 3, em buracos de 30 cm de profundidade, com tamanho que varia de 8 a 14 cm. O período de incubação varia de 100 a 120 dias e são incubados pelo calor do sol.

× Fale Conosco